Como saber o número total de fotografias/disparos efectuados por uma câmara digital?


Há dias atrás um leitor escreveu-me perguntando se havia maneira de saber qual o número total de fotografias que uma câmara digital já tirou. Uma vez que muitos outros leitores terão certamente a mesma dúvida, lembrei-me de explicar aqui (para quem eventualmente também não saiba como o fazer e tenha a mesma curiosidade), como se consegue saber (no caso das mais recentes Nikon SLR-D) de maneira simples e com rigor o tal número! 

Os ficheiros produzidos com equipamento digital envolvem, além da informação relativa à própria imagem captada, um sem fim de informação. Essa informação é denominada de “Metadata”. Por isso, tudo o que temos que fazer é saber como extraí-la, ou melhor, como aceder à sua visualização.

Contudo, só certos tipos de ficheiros gravam simultaneamente aquando da captura da foto certas informações. São precisamente os ficheiros em formato RAW os que mais informações potenciam. A objectiva usada; a data; o autor; a marca, modelo e o respectivo nº de série do equipamento usado, entre outros inúmeros dados é o que podemos ficar a saber.... bem assim, como o número total de fotos captadas pela câmara em causa!

Para "descobrir" esse número começamos por captar então uma foto, como acima já foi dito, em formato RAW. Só estes ficheiros contêm a totalidade de informação que permitirá saber o que pretendemos. Ficheiros em JPG embora disponibilizem essa mesma informação são de mais difícil leitura porquanto os mais vulgares visualizadores de imagens não permitem aceder a tal informação. A numeração que figura é igual à indicada pela câmara...


Por isso, recapitulando:
Captamos uma fotografia utilizando o formato de gravação de imagens em ficheiro RAW e depois abrimos essa imagem num programa que permita visualizar as informações do ficheiro nativo "RAW DATA".

No meio da informação contida, de maneira um pouco dissimulada, lá encontramos o número total de capturas efectuadas com a câmara em causa!


 Ao lado, podem observar (no caso de usarem o Photoshop), o local e sob que nome encontramos a informação relativa ao número total de disparos efectuados.

A informação indicada a vermelho é aquela que corresponde ao número de fotos que visualizamos, por exemplo, na câmara e ao abrir normalmente os ficheiros JPG num qualquer visualizador de imagens.

Com um fundo negro (feito com o intuito de sobressair) e sublinhado a verde encontramos o número real de fotos que a câmara já efectuou.

Como se verifica, neste caso é diferente... Tal diferença (entre 514 e 1306) advém, entre outras causas, das fotografias "apagadas" na própria câmara ou, por exemplo, dum "reset" (reposição do contador) à sequência de fotos captadas.


 Ps: Cliquem nas imagens para aumentar.

15 comentários:

. disse...

Muito Obrigado!!! Estava na dúvida ocm outros contadores... mas se você disse eu assino em baixo!!!

me tira uma duvida, comprei uma D200, o cara me disse que ja tinha mais de 1 milhao de disparos, mais tanto no photoshop, quanto no Opanda aparece 201650, será q ele se equivocou ou tem algo de errado?

José Loureiro disse...

… embora possa acontecer, um milhão de disparos é coisa a mais para o obturador da Nikon D200!
A marca estipula (ao que me lembro e salvo erro) a média de obturações possíveis para esse modelo em cerca de 100 a 125 mil obturações. Claro que este valor é meramente estimativo… Pode haver o “azar” de durar muito menos ou, pelo contrário durar muito mais.
Em todo o caso, o valor que “lê” no PS e no “Opanda” será o correcto para o actual obturador. Isto é: A Nikon não faz “reset” ao contador de obturações em simples revisões ou outras intervenções que não tenham a ver, especificamente, com a substituição do sistema de obturação. Só nesta última hipótese é que (sendo substituído o obturador) a câmara vem com uma contagem a “zero”.

J. Cesar disse...

J. Loureiro, esse contador também existe no photoshop CS3?

José Loureiro disse...

Olá César.
Presentemente não tenho instalado o CS3 no meu PC mas, ao que me recordo, o processo é o mesmo que no CS4 e pode ver essas informações.
Para isso terá que captar uma fotografia em “RAW” pois só esse tipo de ficheiro contém a informação “Metadata” e depois seguir os mesmos passos descritos no artigo.
Se, eventualmente, está a tentar abrir uma fotografia em “RAW” captada por uma câmara não suportada pela versão “Camera RAW” do CS3 pode tentar descortinar essa mesma informação através do upload duma foto em JPG (que não tenha sido editada) para este Link:
EXIF VIEWER

J. Cesar disse...

Seguindo suas instruções, abri o link Exif Viewer e passei a analisar duas fotos em RAW. Encontrei os seguintes dados:
A primeira:
File number = 0266
Shutter count = 5,117
A segunda:
File number = 0267
Shutter counter = 5,120.

Sei que 0266 e 0267 é o contador das fotos, porém estou na dúvida se os numeros 5,117 e 5,120, são a quantidade de cliks da câmera.

Se for, achei estranho não ter obedecido a sequência numérica, visto que bati as duas fotos e as transferi ao PC para análise.

José Loureiro disse...

Olá César.
É isso mesmo.
“File number” refere-se à identificação do número da foto em relação ao contador (que pode repor a zero).
“Shutter counter” reporta-se ao número de actuações totais do obturador da câmara. Este último não pode ser reposto a zero. (Excepto na marca aquando da substituição do obturador).
Só lhe indiquei o “Exif Viewer” uma vez que estva a ter problemas com o Photoshop CS3. Uma das razões porque não simpatizo muito com o “Exif Viewer” é precisamente por não o achar muito preciso. Contudo, apesar de poder ter alguma pequena discrepância, possibilita ter uma ideia do número total de obturações.
No entanto, se quiser saber concretamente o número total de obturações da câmara em causa envie-me, por e-mail, uma foto em RAW de tamanho pequeno (uma foto ao céu por exemplo, ou com a tampa da objectiva colocada – de modo a ter um fundo homogéneo e de cores idênticas, pois reduz o tamanho do ficheiro) que depois analiso e retribuo-lhe a informação também por e-mail.
Obs: O processo indicado (em CS3) é para câmaras Nikon!

Anónimo disse...

Bon dia
Uma maquina usada é "nova" com quantos disparos?
5000 disparos por exemplo e muito para uma maquina ?

Jose Loureiro disse...

Uma máquina Usada é uma máquina Usada. Ponto!
Em todo o caso, o grau de resistência, ou mais concretamente, o número de disparos do obturador para qual está testada depende e varia de modelo para modelo. Existem modelos que se quedam pelos 50.000 e outros pelos 200.000 (números estimativos) …
Tendo esses valores em consideração diria que, efectivamente, 5.000 disparos, independentemente do modelo de câmara, não são um número muito representativo.
Todavia, por vezes, mais importante que o número de disparos que uma câmara efectuou é a maneira como os fez. Por exemplo, câmaras que são usadas em fotografia de desporto em disparo consecutivo a alta velocidade sofrem maior desgaste que as utilizadas em fotografia de paisagem com o mesmo número de disparos…

Anónimo disse...

Obrigado pela ajuda.
Cumprimentos

joao disse...

Caro jorge, tenho a seguinte duvida, a referencia de um dado ficheiro é 3076.dng e fazendo o "file info" do mesmo é me indicado pelo contador :

2475

HDF_3076.dng

Como pode isto ser justificado? A foto ser 3076 mas apenas serem registados 2475 disparos ??
trata-se de uma D800 comprada como nova mas sendo este ficheiro 3076.png a primeira foto tirada com a mesma e 2475 o correspondente numero de disparos!!

Jose Loureiro disse...

Olá João.
Antes de mais convém saber que, por vezes, as câmaras compradas como “novas” estiveram expostas nalguma loja ou superfície comercial onde, naturalmente, estando com bateria podem ser testadas… Muitas vezes, a própria loja pode deixar um ou outro cliente experimentar e guardar as fotos num cartão para visualizar em casa e depois decidir a compra ou não… Pode ainda acontecer que, dependendo do local de compra de origem da câmara a mesma tenha sido devolvida à mesma por algum cliente pouco tempo depois…
Existem ainda as câmaras vendidas como novas mas que, em bom rigor, são denominadas “Refurbish”. São câmaras devolvidas à Nikon durante o prazo de garantia em virtude dalguma anomalia, recebendo o cliente uma outra em sua substituição. Estas câmaras são, depois, devidamente reparadas e revendidas como novas, com garantia, mas a preços mais baixos.
Enfim, existem várias hipóteses para que compre uma câmara nova e o contador de obturações não esteja a “zero”. Algumas câmaras podem, inclusivamente, vir de fábrica já com algumas obturações motivadas pelo próprio controle de qualidade… (Note-se que a Nikon só faz um “reset” ao contador de obturações quando o mesmo é substituído por um novo).
Dito isto, em todo o caso é estranho que o número referente à contagem de fotos seja superior ao número de obturações….

Se lhe for possível envie-me uma foto (não editada) em RAW ou JPG para o meu email indicado na barra lateral.
Assim que me for possível analisarei os dados e dir-lhe-ei mais alguma coisa.

Carolina disse...

Olá,

Eu tenho uma Nikon D300, vi vários fóruns ensinando a ver o número de cliques das câmeras Nikon, porém o único que deu certo comigo foi essa sua dica.
Porém eu fiquei com uma enorme dúvida, a minha câmera foi para a Nikon ano passado para a troca do obturador e desde então ela quase nem foi usada, tanto que a coloquei a venda pra não ficar com dinheiro parado. Só que ao ver os detalhes do arquivo RAW ela acusa 2.786.531.840 de fotos, quase 3 bilhões de fotos! Ela está tirando fotos perfeitas! Não tem como esse número ser real! E agora? Como faço para saber o número real??

Obrigada,
Carolina

Jose Loureiro disse...

Carolina,
A situação que relata é estranha… Se lhe for possível envie-me por uma foto (sem edição) para analise para meu email indicado na barra lateral.

Paulo Melo disse...

Boas tenho uma D200 que levou um obturador novo o que é suposto só ter o numero de fotos tiradas com o novo obturador,acontece que com o teste que fiz ela indica me 109148 disparos o que na realidade é estranho esta situação uma vez que dei pouco uso depois de ser (substituído)sei lá mesmo que meta 5000 disparos que é um exagero fico em duvidas com esta situação.Pergunto:è possível reparar o obturador de origem uma vez que o uso que dei obrigava me a tirar de rajadas que por vezes atingia 30 frames em sequencia e mais o que é muito agressivo para um obturador? Muito obrigado

Jose Loureiro disse...

Olá Paulo
Antes de mais as desculpas pela demora na resposta…
Primeiro:
Foi mesmo mudado o obturador?
Essa mudança foi efectuada pelos serviços de assistência técnica oficial da Nikon?
Em relação à utilização das câmaras em modo de disparo contínuo (“rajadas” de várias fotos p/seg.), efectivamente, esse é o tipo de utilização que maior desgaste provoca aos sistemas de obturação!
Em todo o caso, se pretender envie-me para o email indicado na barra lateral um ficheiro (não editado) da sua Nikon D200 para análise.